Atma Jordão
Arte e Filosofia
Capa Meu Diário Textos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
Sobre a Alma
"As mensagens que revolucionaram a humanidade sempre foram dadas por homens profundamente silenciosos.

A palavra é um método – o silêncio é a meta.
A palavra é uma jornada – o silêncio é uma chegada.

Quando os sentidos falam, a mente se cala.
Quando a mente fala, a alma se cala.
A Verdade não pode ser pensada.
A Verdade não pode ser falada.
A Verdade só pode ser calada.

O homem só começa a sentir menor angústia quando se distancia da análise mental e se aproxima da intuição espiritual



E eu devo ser existencialmente tão puro
Como sou puro por minha essência divina.
Eu devo ser, externa e explicitamente,
O que sou, interno e implicitamente.

Todas as minhas impuras análises de ontem
Expiraram na pura intuição de hoje...
Nada mais sinto...
desejo...
Nada mais penso...
quero,
Simplesmente SOU…

A mística divina
Desabrochou
Em ética humana.

Sei que toda a consciência mística
Transborda em vivência ética,
Sei que da paternidade única de Deus
Nasce a fraternidade universal dos homens.

E a experiência mística da tua única Paternidade
Despertou em mim a vivência ética da universal Fraternidade...

Sei que ninguém pode viver gloriosamente sem que tenha morrido espontaneamente…

Anteontem, a ignorância me fizera ativo,
Ontem, a mística me fizera passivo –
Hoje, a experiência cósmica me faz
Ativamente passivo,
E passivamente ativo…


Ai de mim se todo o meu ser se resumisse na profana planície daquilo que meus sentidos percebem e minha mente concebe!
Não, não me interessa esse pequeno ego que conheço – fascina-me o grande EU que ignoro…
A graça do meu divino “ser” me redimiu de todas as desgraças do humano “ter”…
Não me interessa o pouco que sei – fascina-me o muito que sou.

Saber não é entender, inteligir mentalmente,
Saber é saborear, viver experiencialmente...
Quem saboreou, por um momento que seja, a sua imortalidade,
Esse sabe como ela sabe – e nunca mais pode duvidar ou não-saber...

Não me interessa o que sei – fascina-me o que ignoro.
Estéril é tudo que analisei com a mente,
Fecundo é tudo que adivinho com a alma.

Descobri que o fruto do trabalho,
Não vem depois do trabalho,
Que não é algo justaposto, adicionado ao trabalho,
Mas que é o próprio trabalho,
Realizado com pureza e sinceridade,

Não há mais trabalho nobre nem trabalho vil,
Porque é a nobreza de minha alma que enobrece
Todas as coisas que faço.

As coisas que faço têm o caráter que eu tenho,

E, se a morte me surpreender, hoje ou amanhã,
Pouco encontrará de que me despojar...
Nenhuma dilaceração violenta será necessária...
Nenhuma hemorragia interna me fará sangrar o coração...
Morri espontaneamente antes de ser morto compulsoriamente.
Como deve ser suave morrer por dever quando já se morreu por querer!

Ai de mim, se as coisas que tenho prevalecerem sobre aquilo que sou!
Sei que, por dentro, tenho de ser só de Deus, para que, por fora, possa ser de todas as creaturas de Deus.
Nada pode de mim esperar o mundo – se eu esperar algo do mundo…
Ser dos teus sem ser teu – que pavoroso naufrágio da minha vida!
Ser teu sem ser dos teus – que espantoso paradoxo entre a mística e a ética!
Ser dos teus por ser teu – que maravilhosa sinfonia cósmica da minha existência!

Se os homens soubessem, divino Mestre, o que nós sabemos, não tolerariam por um só instante os seus horrorosos prazeres, as suas infelizes felicidades…

E durante um único segundo em tua companhia, Mestre, à sombra dos bosques silentes do nosso paraíso, eu chego a saber da verdade mais do que em séculos e milênios de estudos e lucubrações intelectuais…

Compreender não é estudar, analisar, anatomizar – compreender é ser iluminado por dentro, pela íntima essência da eterna Realidade…

Que coisa pequenina serias Tu se eu te compreendesse!
Já não serias Tu,
Seria uma projeção do Eu humano,
com falsas roupagens do Tu divino…

Compreendi que o homem sacro
Não atua, no mundo profano,
Pelo que faz ou pelo que diz,
Atua pelo que é."

Trechos do livro - Huberto Rohden - " Voz do Silêncio"
Huberto Rohden
Enviado por Atma Jordao em 24/03/2021
Comentários